Sorvete de Jabuticaba

Imagem 0030 - 01 - sorvete jabuticaba cobertura chocolateAaah verão! Minha mãe faz sorvete pros meus irmãos e pra mim desde que eu me entendo por gente. Sou fascinada por sorvete e não tenho um preferido. Minha mãe sempre usou os produtos da Marvi. Aí eu cresci e acabei sempre fazendo pra mim. Desde que eu me mudei para o Tatuapé, há dois anos mais ou menos, eu ainda não tinha feito. Pois é, me dei conta e comprei as coisinhas pra poder fazer.

Fui em uma lojinha muito bacanosa aqui perto de casa, que vende produtos para festas e talz. Comprei o Emulsificante Marvigel, a Liga Neutra e a Base para Sorvetes e Sobremesas (que nada mais é que o sabor) de Jabuticaba. O potinho de Emulsificante vem com 200g e os outros dois com 100g cada um. Paguei R$ 3,00 na Base e R$ 2,90 no Emulsificante e na Liga Neutra. E vou falar uma coisa: esses potinhos rendem trocentas receitas. Aí, eu acho muito legal ir comprando os sabores e ir guardando. E tem muitos sabores diferentes, dos tradicionais (chocolate, morango, leite condensado, maracujá) até os mais exóticos, como o que eu comprei (jabuticaba, chiclete, beijinho, frutas azuis).

No verso da embalagem eles dão a receita, mas confesso que nunca segui. Como sou velha de guerra na arte de fazer sorvete, criei minha receita própria.

500mL de leite integral gelado;

5 colheres (sopa) de açúcar;

1 colher (chá) rasa de Liga Neutra;

1 colher (sopa) rasa de Base (sabor) da sua escolha;

Bater todos esses ingredientes no liquidificador por cerca de 5 minutos, depois despejar numa forma de alumínio (que caiba no seu congelador) e cobrir com um plástico (que pode ser sacolinha de supermercado, desde que bem limpinho, hein?).

Então, quando se coloca esse líquido na forma, ele gela mais uniformemente do que num pote de plástico, fica por igual, sabe? E o lance de cobrir com o plástico, é para não cair gelo ou água. Se isso acontece, o resultado no final é um sorvete crocante, cheio de cristaiszinhos de gelo, que não é muito legal não.

O jeito de colocar o plástico, é apertando ele em cima do líquido, tentando deixar o mínimo ou nada de ar possível entre o plástico e o líquido do sorvete. Porque o ar condensa, vira água e depois gelo e aí dá no mesmo resultado que eu expliquei. Insisto, não é legal ter um sorvete crocante.

O tempo que vai ficar no congelador é muito relativo, recomendo que dê uma olhada depois de duas horas no congelador, e depois de 30 em 30 minutos. Essa massinha não pode nem congelar demais, a ponto de ficar igual pedra de gelo, e nem mole demais. É só mexer na forma, se o líquido não balançar mais e, quando colocar a colher ele quebrar com um pouquinho de pressão apenas, está no ponto certo.

Depois disso, coloca tudo na batedeira, em pedaços e adiciona o Emulsificante, 1 colher (chá) é o suficiente, nem muito cheia e nem muito rasa. Isso vai fazer com que o seu sorvete fique aerado e fofinho. Bater sempre na velocidade mais rápida da sua batedeira. Aí ele vai crescer, crescer, e crescer. Cuidado para ele não desgelar, hein? Não pode bater demais pois desanda! Geralmente ele dobra de tamanho ou quase chega lá. Uma outra dica é já deixar o pote em que você vai bater já na geladeira, assim como o pote que você irá armazenar o sorvete.

Depois de batido, eu sempre coloco em um pote de sorvete comum, e faço o mesmo esquema do plástico, e você já sabe o porquê. Quanto mais rápido for esses procedimentos e menos tempo o sorvete ficar para fora do congelador, melhor. O tempo de congelador agora é um dia inteiro, mas vale muito a pena! E rende um pote de sorvete de 2L inteiro ou quase cheio.

Imagem 0030 - 02 - sorvete jabuticaba cobertura chocolate marviPensa que legal receber os amigos com sorvete feito por você e em casa? Dá pra fazer meia receita, colocar dois sabores no pote, tudo o que criatividade mandar! Não esqueça da cobertura (eu usei de chocolate, mas ficou muito enjoativo, acho que o ideal seria leite condensado) e dos confeitos também! O meu sorvete ficou com um tom de roxo tão bonito!

Você pode dividir essa receita ao meio também mas não recomendo dobrá-la, a não ser que você tenha uma batedeira profissa, dessas industriais. Eu fiz essa mesma receita com uma batedeira pequena, bem fuleira que minha mãe ganhou em um sorteio há uns anos, que obviamente ela não quis e me deu.

Quero ver fotos dos sorvetes de vocês, hein?

Anúncios

Brigadeiros de copinho

Imagem 0028 - 01 - brigadeiro copinho chocolate maracujaEstava fazendo essas delícias para o W. vender na empresa que ele trabalhava. Comecei a fazer em Agosto e parei em Novembro (quando ele pediu as contas), rendeu uma boa graninha complementar pra gente. Vendíamos cerca de 20 a 30 copinhos de brigadeiro por dia.

Tudo começou em Viçosa, quando eu estudava lá, e queria dinheiro para sair com os meus colegas de faculdade e não tinha, então, eu fazia bombons recheados com brigadeiros dos mais variados tipos. Fazia cerca de 150 por semana e vendia em um único dia, isso me garantia o dinheiro da minha santa cervejinha no final de semana, uma ou outra roupa, produtos de higiene pessoal e as incontáveis cópias de leitura para a faculdade.

Vendia na biblioteca da UFV, não podia, mas eu dava um jeito de entrar com o isopor dentro da mochila. Era muito fácil vender ali dentro da BBT, alunos tensos, estudando para aquela prova ferrada de Citologia ou de Cálculo, e aí aparece uma cidadã vendendo chocolate? Rá! Era como vender água para habitantes do Deserto do Saara.

Mudei-me de Viçosa e nunca mais fiz, até Agosto, quando as coisas apertaram para mim e para o W. Mas não queria mais bombons, queria algo mais prático para vender, e aí fuçando na internet optei pelos copinhos. Todas as receitas são criações minhas, eu não copiei de lugar nenhum, fui experimentando e adaptando até que deu certo. E como vende, viu! Todo mundo elogia! Então, exclusivamente, estou passando esses tesouros para vocês. Nem o W. acreditou que eu iria divulgar as receitas assim, não dei nem para a minha mãe, é muito amor por vocês e pelo blog BG!

Vamos parar de blá, blá, blá, Whiskas Sachê e seguir com as receitas então? São 7 versões para você escolher e fazer na sua casa!

Imagem 0028 - 02 - brigadeiro copinho chocolate granulado1) Tradicional

1 lata de leite condensado Moça;

2 colheres (sopa) cheias de chocolate em pó solúvel Harald;

1 colher (sopa) rasa de margarina sem sal Qualy;

Granulado em flocos Mavalério.

Colocar todos os ingredientes (exceto o granulado) em uma panela com fundo grosso para não queimar (fogo alto) e mexa com uma colher de pau até que fique homogêneo e, depois em fogo baixo. Não pode parar de mexer. O ponto para copinho é quando as bolhas ficam maiores e mais lentas para estourarem, pode-se testar levantando a colher, o brigadeiro não irá escorrer, e sim, cair em pelotas.

Deixe descansar, quando estiver morno que seja possível tocar sem se queimar, vire o conteúdo em um saquinho plástico, que pode ser o de confeiteiro.

Coloque um pouquinho de granulado no fundo de 6 potinhos, encha até a metade, coloque mais um pouquinho de granulado e termine de encher com o Brigadeiro, finalizando com o granulado.

Imagem 0028 - 03 - brigadeiro copinho morango coco2) Brigadeiro com Morango

1 lata de leite condensado Moça;

2 colheres (sopa) cheias de chocolate em pó solúvel Harald;

1 colher (sopa) rasa de margarina sem sal Qualy;

8 morangos médios;

Confeito miçangas vermelhas Mavalério.

Colocar todos os ingredientes (exceto os morangos e s confeito) em uma panela com fundo grosso para não queimar (fogo alto) e mexa com uma colher de pau até que fique homogêneo e, depois em fogo baixo. Não pode parar de mexer. O ponto para copinho é quando as bolhas ficam maiores e mais lentas para estourarem, pode-se testar levantando a colher, o brigadeiro não irá escorrer, e sim, cair em pelotas.

Deixe descansar, quando estiver morno que seja possível tocar sem se queimar, vire o conteúdo em um saquinho plástico, que pode ser o de confeiteiro.

Pique os morangos enquanto o brigadeiro descansa. É só tirar a “bundinha” e picar o morango em quatro partes na vertical. Deixe os morangos “perderem a água” colocando em cima de um papel toalha absorvente. Se não, a água do morango vai soltar toda no brigadeiro e fazer com que ele fique mole.

Quando o brigadeiro estiver frio, “suje” o fundo de 8 potinhos com o brigadeiro e “grude” os 4 pedacinhos de morango no fundo. Termine de encher os potinhos e finalize cobrindo toda a parte de cima com o confeito de miçangas vermelhas. Se desejar, pode colocar uma folhinha do morango por cima também.

3) Coco

1 lata de leite condensado Moça;

Coco ralado Sococo (100g);

1 colher (sopa) rasa de margarina sem sal Qualy;

1 Coco seco (para enfeitar);

Coloque todos os ingredientes (exceto o coco seco) em uma panela com fundo grosso para não queimar (fogo alto) e mexa com uma colher de pau até que fique homogêneo e, depois em fogo baixo. Não pode parar de mexer. Pode-se testar o ponto para copinho levantando a colher, o brigadeiro não irá escorrer, e sim, cair em pelotas.

Deixe descansar, quando estiver morno que seja possível tocar sem se queimar, vire o conteúdo em um saquinho plástico, que pode ser o de confeiteiro.

Parta o coco seco ao meio, retire a casca mais grossa, e com a ajuda de um descascador, faça 6 lascas compridas para enfeitar, e reserve. Para guardar o coco, é só cortar ele todo em lascas, colocar em um tupperware e congelar, dura 1 mês. Então, pode-se tirar aos poucos para fazer os enfeites.

Caso não queira usar o coco seco para enfeitar, pode-se usar o coco queimado ralado, também dá um ótimo visual.

Quando o brigadeiro estiver frio, encha os 6 potinhos. Enrole a lasca do coco seco e “espete” no centro do copinho.

Imagem 0028 - 04 - brigadeiro copinho maracuja sementes4) Maracujá

1 lata de leite condensado Moça;

1 colher (sopa) rasa de margarina sem sal Qualy;

1 maracujá com bastante polpa.

Corte o maracujá e, com a ajuda de uma peneira, separe as sementes da polpa (é muito fácil, é só ir apertando com uma colher) e deixe escorrer por cerca de 10 minutos. Reserve as sementes.

Coloque todos os ingredientes (menos as sementes) em uma panela com fundo grosso para não queimar (fogo baixo) e mexa com uma colher de pau até dar o ponto. O ponto desse brigadeiro é bem mais rápido que o Tradicional. Não pode parar de mexer e nem deixar ferver, pois talha. Pode-se testar o ponto para copinho levantando a colher, o brigadeiro não irá escorrer, e sim, cair em pelotas. Esse brigadeiro não dá ponto para enrolar, apenas para copinho.

Deixe descansar, quando estiver frio, vire o conteúdo em um saquinho plástico, que pode ser o de confeiteiro, e encha os copinhos, e enfeite com algumas das sementes separadas.

Imagem 0028 - 05 - brigadeiro copinho limao confeito verde5) Limão

1 lata de leite condensado Moça;

1 colher (sopa) rasa de margarina sem sal Qualy;

1 limão;

Confeito trevo verde Mavalério.

Lave bem o limão e descasque uma lasca do limão para fazer os enfeites no final, e faça raspas de todo o resto da casca. Parta ao meio, esprema o suco e coe.

Coloque 3 colheres (sopa) do suco do limão, o leite condensado e a margarina em uma panela com fundo grosso para não queimar (fogo baixo) e mexa com uma colher de pau até dar o ponto. O ponto desse brigadeiro é bem mais rápido que o Tradicional e o de Maracujá. Não pode parar de mexer e nem deixar ferver, pois talha muito fácil. Pode-se testar o ponto para copinho levantando a colher, o brigadeiro não irá escorrer, e sim, cair em pelotas. Esse brigadeiro não dá ponto para enrolar, apenas para copinho.

Depois de desligar o fogo, coloque uma colher (sopa) das raspas de limão e mexa até misturar.

Deixe descansar, quando estiver frio, vire o conteúdo em um saquinho plástico, que pode ser o de confeiteiro, e encha os copinhos.

Imagem 0028 - 06 - brigadeiro copinhovinho creme coracao6) Creme ao vinho

2 latas de leite condensado Moça;

2 colheres (sopa) rasa de margarina sem sal Qualy;

10 gotas de essência de baunilha;

50 mL de vinho tinto suave Sangue de Boi;

Confeito coração Dr. Oetker.

Primeiro vamos fazer o brigadeiro de vinho: coloque 1 lata de leite condensado, 1 colher de margarina e a essência de baunilha em uma panela com fundo grosso para não queimar. Não pode parar de mexer. Pode-se testar o ponto para copinho levantando a colher, o brigadeiro não irá escorrer, e sim, cair em pelotas.

Deixe descansar, quando estiver morno que seja possível tocar sem se queimar, vire o conteúdo em um saquinho plástico, que pode ser o de confeiteiro.

Agora o brigadeiro de vinho: coloque a outra lata de leite condensado e a outra colher de margarina e o vinho em uma panela com fundo grosso para não queimar. Também não pode parar de mexer. A aparência inicial é bem líquida, mas em menos de 10 minutos ele pega o ponto, não pode deixar ferver muito. Este é mais difícil de talhar, no entanto, se ficar muito no fogo ele também talha, por isso, preste bem atenção. Pode-se testar o ponto para copinho levantando a colher, o brigadeiro não irá escorrer, e sim, cair em pelotas. Esse brigadeiro não dá ponto para enrolar, apenas para copinho.

Deixe descansar, quando estiver morno que seja possível tocar sem se queimar, vire o conteúdo em um saquinho plástico, que pode ser o de confeiteiro.

Quando os dois brigadeiros estiverem frios, pegue o saco com o brigadeiro de creme e faça voltas no copinho, e depois termine de encher com o brigadeiro de vinho. Finalize com uma espiral de creme por cima e coloque os confeitos.

Corte pequenos retangulos da casca do limão com a ajuda de uma tesoura, enfeite os copinhos com as casquinhas e com o confeito de trevo verde.

Imagem 0028 - 07 - brigadeiro copinho caipirinha limao raspas7) Caipirinha

1 lata de leite condensado Moça;

1 colher (sopa) rasa de margarina sem sal Qualy;

1 limão;

50 mL de Cachaça 51.

Faça raspas do limão todo e reserve. Parta o limão ao meio e esprema, coe o suco e também reserve.

Coloque o leite condensado, a cachaça e a margarina em uma panela com fundo grosso para não queimar (fogo alto) e mexa com uma colher de pau até que fique homogêneo e, depois em fogo baixo. Não pode parar de mexer. O ponto para copinho é quando as bolhas ficam maiores e mais lentas para estourarem, pode-se testar levantando a colher, o brigadeiro não irá escorrer, e sim, cair em pelotas. Ele não talha, então deixe-o bem firme.

Deixe descansar, quando estiver frio, coloque todo o suco de limão e mexa bem. Não é necessário voltar para o fogo. Vire o conteúdo em um saquinho plástico, que pode ser o de confeiteiro e encha os copinhos. Enfeite com as raspas de limão.

Não recomendo substituir as marcas, já fiz inúmeros testes com outras marcas e, as que eu passei nas receitas são as mais indicadas, pois a textura, o sabor, a cor só ficam esplendidas com elas. Comprei na Loja Santo Antônio, aqui no Tatuapé em São Paulo, tem tudo, desde o leite condensado – comum de se achar em qualquer lugar – até os copinhos de acrílico com tampinha e colherinhas coloridas.

É bem fácil de fazer e todo mundo compra.  Vendia cada unidade a R$ 2,00, como escrevi no site e o preço de custo já está incluído o gás, as embalagens e tudo mais. Os que mais vendiam era o de caipirinha e o de creme ao vinho.

Recomendo que, logo após terminar, fechar com as tampinhas que vem junto com o copinho, e se for vender, passe um pedaço de fita adesiva em volta, para que no transporte as tampinhas não soltem. Mantenha na geladeira e só tire quando for levar para vender ou consumir. Para levar é muito bom colocar em uma embalagem de isopor.

A validade deles varia com a temperatura, se os dias estiverem muito quentes, dura no máximo 3 dias, se estiver mais frio até 5 dias.

Espero que gostem e que possa ajudar quem for fazer da mesma forma que me ajudou. =)